O programa proposto prevê a ocupação de dois terrenos de bairros distintos (separados pelo Canal do Mangue) por moradias, hotéis, centro de convenções, apart-hotéis, edifícios comerciais e centro empresarial. Durante as Olimpíadas, esse conjunto de edifícios formaria um Campus Olímpico, com Vila da Mídia, Vila dos Árbitros e Hotel e Centro de Exposições. A ligação dos terrenos aconteceria por meio de um edifício-ponte, que abrigaria áreas comerciais em uma rua de pedestres coberta. No segundo pavimento haveria uma área descoberta

cliente

Prefeitura do Rio de Janeiro

 

área da propriedade

132.000 

 

área construída

660.000

 

unidades hoteleiras

1.620

 

unidades residenciais

5.111

 

localização

para pedestres, ciclistas e pequenos veículos elétricos. A ideia parte, pois, da geração de um espaço urbano confortável para pedestres. Assim, o estacionamento, em vez de localizar-se no subsolo ou elevar-se como um embasamento, seria como que um pequeno morro, numa continuidade das ruas da vizinhança, subindo de modo leve. Ocupando ambos os terrenos dessa maneira, seria possível aumentar a permeabilidade do entorno para pedestres, em conjunto com a proposta trazida pelo edifício-ponte.

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon

© 2019 Def Projetos.
Todos os direitos reservados.

Rio de Janeiro . Brasil

São Paulo . Brasil